Caligrafia Bounce: entenda como aprimorar sua técnica

Posted on 2 min lidos 430 visualizações

Bounce, é um dos estilos que eu mais gosto de explorar na caligrafia. A ideia de dar mais liberdade às letras e palavras de forma que pareçam dançar harmoniosamente, me agrada os olhos. Mas, cuidado, nada é tão aleatório quanto parece e mesmo o estilo não tendo muitas regras, ele tem algumas características bem peculiares, mas como eu costumo dizer, primeiro a gente aprende e depois desobedece.

E neste momento você deve estar se (e me) perguntando: “Lu, mas como assim?”.

Simples, quando você está aprendendo uma nova habilidade, seja ela qual for, você procura aprender o básico, o essencial, as regras, se aperfeiçoa, e só então parte para dar a sua cara àquele trabalho, que é o que eu chamo aqui de desobedecer.

Na minha humilde opinião, o bounce tem muito mais a ver com desapego do esboço inicial e com treinar o nosso olhar pra deixar a arte cada vez mais harmoniosa, do que qualquer outra coisa.

O bounce é uma técnica que parece ser feita de maneira livre, mas existe uma linha muito tênue entre uma técnica bem executada e um monte de letra feita de forma aleatória e até bagunçada, logo é ideal que você já domine o básico, principalmente para que você se sinta seguro, porque do contrário isso pode acabar te deixado confuso e te levar a cometer alguns deslizes que comprometam a sua evolução durante o processo de aprendizagem.

Tá, mas por que eu tô falando tudo isso?

Porque eu realmente acho que pode ser um problema você não ter a base, achar que tudo bem fazer de qualquer jeito e ainda tentar justificar isso chamando de estilo próprio”. É natural a gente ter uma certa ansiedade, e é perdoável quando você assume a postura de iniciante, de alguém que está aprendendo, treinando, se jogando, isso é parte natural do processo de evolução e é lindo, mas precisa ser responsável quando você passa a assumir a postura de um profissional da área, por exemplo. Como eu disse lá em cima, por mais que pareça, nada é tão aleatório e algumas pessoas levam isso muito a sério, estudam e se dedicam para fazer isso cada vez mais bem feito.

A ideia é que você seja criativo, ouse, ponha sim a sua cara e o seu jeito em tudo que você criar, não existe certo ou errado e acho que a gente realmente precisa quebrar algumas regras, mas não podemos deixar de levar em consideração que essas mesmas regras serão responsáveis em vários momentos por deixar sua arte muito mais harmoniosa e, se você quer seguir carreira nessa área, fazer com que ela tenha uma aparência muito mais profissional, por exemplo.

Recentemente eu publiquei 5 dicas que eu considero imprescindíveis para quem tá começando a praticar caligrafia e isso pode facilitar um pouco a sua compreensão sobre alguns pontos que eu levanto aqui.

No vídeo dá pra conferir na prática um pouco mais sobre como eu costumo aplicar a técnica nas minhas criações e que podem lhe ser úteis daqui pra frente.

Não importa se você pratica da forma tradicional ou digital, os passos são os mesmos!

Agora me conta aqui nos comentários se você tem algum segredo na hora de fazer o seu bounce e se gostou das dicas!

Um xêro,
signature

Fique por dentro de tudo o que acontece e ainda receba conteúdos exclusivos!

Previous
Melhores pincéis do Procreate para Lettering e Caligrafia + Freebie
Caligrafia Bounce: entenda como aprimorar sua técnicaCaligrafia Bounce: entenda como aprimorar sua técnica